Jornalismo independente na Paraíba

Autores

  • Anderson Luan Santana Siqueira Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Joana Belarmino de Sousa Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

DOI:

https://doi.org/10.46952/rebej.v12i30.484

Palavras-chave:

Jornalismo independente, Paraíba, portais, blogs

Resumo

O presente estudo relata uma experiência de pesquisa realizada na disciplina Pesquisa Aplicada em Jornalismo, a qual mapeou a realidade do jornalismo independente na Paraíba, desenvolvido em blogs e portais. A Investigação envolveu um trabalho coletivo. O trabalho apoiou-se em pesquisa anterior, realizada em diversas universidades brasileiras e visou atualizar a base de dados coletada pela Agência Pública, sobre o jornalismo independente no Brasil. Concluiu-se que, o jornalismo independente na Paraíba ainda é um fenômeno embrionário, carecendo assim de pesquisa mais aprofundada que possa investigar o trabalho de profissionais, modos de financiamento e a autoidentidade das plataformas pesquisadas.

 

Biografia do Autor

Anderson Luan Santana Siqueira, Universidade Federal do Tocantins (UFT)

Especialista em Comunicação pela Universidade Federal do Tocantins (UFT)

Joana Belarmino de Sousa, Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Doutora em Comunicação e Semiótica e professora dos cursos de graduação e pós-graduação em jornalismo da Universidade Federal da Paraíba (UFPB)

Referências

AGÊNCIA PÚBLICA. O mapa do jornalismo independente. Agência Pública, [s. l.], 2016. Disponível em: https://apublica.org/mapa-do-jornalismo/. Acesso em: 10 jul. 2022.

BATISTA, Raphaelle; PATRÍCIO, Edgard. Elementos de identidade jornalística em auto-narrativas de grupos de produção de jornalismo independente em plataformas digi-tais. In: Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, n. 15, 2017, São Paulo. Anais eletrônicos. Disponível em: <https://repositorio.ufc.br/handle/riufc/49067/>. Acesso em: 10 jul. 2022.

CHARRON, Jean.; BONVILLE, Jean de. Natureza e transformação do jornalismo. Florianó-polis: Insular, 2016.

DEUZE, Mark. O jornalismo, a vida na mídia e a sociedade empreendedora.

Revista Parágrafo, São Paulo, FIAM-FAAM, vol. 2, no. 2, p. 4-22, ago/dez, 2014.

FONSECA, J. J. S. Metodologia da pesquisa científica. Fortaleza: UEC, 2002. Apostila.

GOLDENBERG, Mirian. A Arte de Pesquisar: como fazer pesquisa qualitativa em Ciên-cias Sociais. Rio de Janeiro: Editora Record, 2004.

LIMA, Venício A. de. Mídia, rebeldia urbana e crise de representação. In: VAINER, Carlos et al. (org.). Cidades rebeldes: passe livre e as manifestações que tomaram as ruas do Brasil. São Paulo: Boitempo, 2013. p. 89-94.

MACHADO, Elias. O Ciberespaço Como Fonte para os Jornalistas. Florianópolis: Edito-ra Calandra, 2003.

PATRÍCIO, Edgard; SILVA, Naiana R. Territorialidade e ethos em iniciativas de jornalismo independente do Nordeste. In: Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, n. 16. 2018, São Paulo. Anais eletrônicos. Disponível em: <http://sbpjor.org.br/congresso/index.php/sbpjor/sbpjor2018/paper/viewFile/1511/934/>. Acesso em: 12 jul. 2022

REIS, Mariana. Comunicar, resistir: um olhar sobre as práticas discursivas em rede do jorna-lismo independente no Brasil. Revista Vozes&Diálogo, Itajaí, UNIVALI, v. 16, n. 01, p. 193-204, jan./jun, 2017.

SALAVERRIA, Ramón; NEGREDO, Samuel. Periodismo integrado: convergencia de medios y reorganización de redacciones. Barcelona: Sol90media, 2008.

SEBRAE. O que é ser empreendedor. Portal Sebrae, [s. l.], 2019. Disponível em: http://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/bis/o-que-e-ser-empreendedor,ad17080a3e107410VgnVCM1000003b74010aRCRD. Acesso em: 30 jun. 2022.

Publicado

2022-11-17

Como Citar

Luan Santana Siqueira, A. ., & Belarmino de Sousa, J. . (2022). Jornalismo independente na Paraíba. Revista Brasileira De Ensino De Jornalismo, 12(30). https://doi.org/10.46952/rebej.v12i30.484

Edição

Seção

Relato de Experiência