Empreendedorismo no Jornalismo

análise curricular da formação nas universidades públicas federais

Autores

  • Caroline Silva Falcão Guedes Universidade Federal do Tocantins (UFT)
  • Amanda Maurício P. Leite Universidade Federal do Tocantins (UFT)

DOI:

https://doi.org/10.46952/rebej.v11i29.456

Palavras-chave:

jornalismo empreendedor, empreendedorismo, ensino, formação, currículo

Resumo

O presente artigo faz parte da pesquisa em desenvolvimento no Mestrado em Comunicação e Sociedade da Universidade Federal do Tocantins (UFT) e tem como objetivo verificar na grade curricular dos cursos de Jornalismo das universidades públicas federais do Brasil se existe uma proposta de formação empreendedora através da oferta de disciplinas com foco na área do empreendedorismo.  A abordagem metodológica utilizada é do tipo bibliográfica e documental, envolve análise descritiva de natureza quantitativa e qualitativa. Conseguimos verificar que das 41 instituições federais que possuem o curso de Jornalismo no país, 33, ou seja, cerca de 80% possuem a matéria empreendedorismo. Destas, 24 universidades têm a disciplina na grade curricular como obrigatória.

Biografia do Autor

Caroline Silva Falcão Guedes, Universidade Federal do Tocantins (UFT)

Mestranda em Comunicação e Sociedade pela Universidade Federal do Tocantins (UFT), graduada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo pela Universidade Federal do Tocantins (UFT). Brasil, Tocantins, Palmas. E-mail: carolinefalcao@uft.edu.br.

Amanda Maurício P. Leite, Universidade Federal do Tocantins (UFT)

Pós-Doutora em Educação pela Unicamp. Doutora e Mestre em Educação pela UFSC. Professora e pesquisadora no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Sociedade e no curso de Pedagogia da UFT. E-mail: amandaleite@uft.edu.br  - Instagram: @amandampleite – www.amandaleite.com.br.

Referências

ANDERSON, C. W.; BELL, E.; SHIRKY, C. Jornalismo Pós-industrial: Adaptação aos novos tempos. Trad. Ada Félix. Revista de Jornalismo da ESPM, n. 5, ano 2, p. 30-89, 2013.

BERNARDINO, A.B.; XAVIER, E.H.; PESSOA, E. Cultura empreendedora no curso de adminis-tração da Universidade de Brasília. Encontro Anual da Associação de Cursos de Graduação em Administração, 17. Anais..., São Luís. 2006.

BRASIL, Ministério da Educação. Diretrizes Curriculares Nacionais para o curso de Jor-nalismo. Relatório da Comissão de especialistas instituída pelo Ministério da Educação. Portaria Nº 203/2009, de 12 de fevereiro de 2009.

BRASIL. Resolução CNE/CES, de 1º de outubro de 2013. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF. Seção 1, p. 26. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=14242-rces001-13&category_slug=setembro-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 15 jul 2021.

BUCCI, Eugênio. Novo campo de atuação para jornalistas empreendedores. 11 de maio 2016. Entrevista concedida ao site Oxigênio do Laboratório de Jornalismo da Univer-sidade de Campinas (Unicamp). Disponível em: http://oxigenio.comciencia.br/novo-campo-de-atuacao-para-jornalistas-empreendedores/. Acesso em: 07 dez. 2020.

COMASSETTO, L. R. A educação empreendedora em questão: a experiência do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Pampa. Comunicação & Amp; Informação, v.22, 2019. https://doi.org/10.5216/ci.v22i0.53242. Acesso em: 20 mar. 2021.

COSTA, C. T. Um modelo de negócio para o jornalismo digital: como os jornais devem abraçar a tecnologia, as redes sociais e os serviços de valor adicionado. In: Revista de Jornalismo ESPM, nº 9, abril, maio e junho, p. 51-115, 2014.

Disponível em: http://caiotulio.com.br/2014/04/um-modelo-de-negocio-para-o-jornalismo-digital/. Acesso em: 23 set. 2021.

DEUZE, M.; WITSCHGE, T. Além do jornalismo. In: Leituras do Jornalismo, Bauru, v.2, n.4, julho/dezembro 2015. Disponível em: https://www3.faac.unesp.br/leiturasdojornalismo/index.php/leiturasdojornalismo/article/view/74. Acesso em: 02 out. 2020.

NONATO, C. O Jornalista em Pauta: mudanças no mundo do trabalho, no processo de produção e no discurso. Curitiba-PR: Intercom, 2009. Disponível em: http://www.intercom.org.br/papers/nacionais/2009/resumos/R4-1120-1.pdf. Acesso em: 9 dez. 2020.

GREATTI, L.; PREVIDELLI, J.J. Ambiente cultural como elemento fundamental na formação do perfil empreendedor, In: Encontro de Estudos Sobre Empreendedorismo e Gestão de Pequenas Empresas, 3., 2003, Anais... Brasília, 2003, CD.

GUERRA, M. J.; GRAZZIOTIN, Z. J. Educação empreendedora nas universidades brasileiras. In: LOPES, Rose Mary A. (Org.). Educação empreendedora: conceitos, modelos e práticas. Rio de Janeiro: Elsevier; São Paulo: Sebrae, 2010.

LÉVY, P. As Tecnologias da Inteligência. São Paulo, Ed. 34, 1999.

MEYER, P. Os jornais podem desaparecer? Como salvar o jornalismo na era da informa-ção. São Paulo, Contexto, 2007.

OLIVEIRA, J. M. Modelo para a integração dos mecanismos de fomento ao empreende-dorismo no âmbito das universidades: o caso da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. (Tese) Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em En-genharia de Produção, Florianópolis, 2006.

PANACIONI, G. e ROCHA, P. M. O saber em empreendedorismo no campo do jornalismo: uma análise de iniciativa autodenominada independente com escopo em jornalismo in-vestigativo. Revista Communicare, V. 17, n. 2, p. 126-139, 2017. Disponível em: https://casperlibero.edu.br/wp-content/uploads/2017/12/Artigo-8-O-saber-em-empreendedorismo-no-campo-do-jornalismo-uma-an%C3%A1lise-de-iniciativa-autodenominada-independente-com-escopo-em-jornalismo-investigativo.pdf. Acesso em: 13 abr. 2020.

PRIMO, A. TRÄSEL, M. R. Webjornalismo participativo e a produção aberta de notícias. Contracampo, v.14, p. 1-17, 2006.

RENÓ, L.; RENÓ, D.; SAAD CORRÊA, E. Notícia binária: um estudo sobre o Jornalismo de Dados no novo ecossistema midiático. Comunicação & Sociedade, São Bernardo do Campo, v. 39, p. 43-67, abr. 2017.

SANTAELLA, L. Comunicação ubíqua: repercussões na cultura e na educação. São Paulo: Paulus, 2013.

SCHUMPETER, J. A. Teoria do desenvolvimento econômico: uma investigação sobre os lucros, capital, juro e ciclo econômico. Trad. Maria Sílvia Possas. 3 ed. São Paulo: Nova Cul-tural, 1998.

SEMBRAMEDIA. Punto de Partida – Enseñar para el periodismo del futuro. 2018. Disponí-vel em: https://profesores.sembramedia.org/punto-de-partida/. Acesso em: 8 out. 2020.

SOLOMON, G. T.; DUFFY, S. e TARABISHY, A. The State of Entrepreneurship Education in the United States: A Nationwide Survey and Analysys. International Journal of Entrepre-neurship Education, v.1, n. 1, pp.1-22, 2002.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo: porque as notícias são como são. 2 ed. Flori-anópolis: Insular, 2005.

VOLT DATA LAB. A conta dos passaralhos: Um panorama sobre as demissões de jornalis-tas brasileiros desde 2012. 2018. Disponível em: https://www.voltdata.info/passaralhos. Acesso em: 08 mai. 2020.

Publicado

2021-12-22

Como Citar

Silva Falcão Guedes, C., & Maurício P. Leite, A. (2021). Empreendedorismo no Jornalismo: análise curricular da formação nas universidades públicas federais. Revista Brasileira De Ensino De Jornalismo, 11(29), 91-104. https://doi.org/10.46952/rebej.v11i29.456

Edição

Seção

Dossiê